Exit Fate – O melhor jogo de RPG que ja joguei!


Em todos esses anos jogando RPGs de várias plataformas diferentes, de longe, o jogo Exit Fate da Empresa SCFWorks, foi o melhor RPG que já joguei na vida. Para quem gosta de uma boa história, não jogá-lo é praticamente um “crime”!. Roda nativamente no Linux através do port não oficial com link disponível na página oficial.

Eu gastei 112 horas pra fechar, mas é porque agilizei pegando o “pacote” de trapaça que o jogo oferece, isto após a centésima hora, logo no início o jogo pergunta se deseja-se pegar esse “pacote” avisando que boa parte da diversão será perdida, eu só o peguei bem tarde no jogo. Não consegui recrutar todo mundo e estou pensando em tentar novamente…

exit_fate.png

Feriados moveis no Remind


Feriados móveis são aqueles que não possuem data fixa no nosso (impreciso) calendário cristão. Os feriados móveis mais comuns são Carnaval, Sexta Feira Santa, Páscoa e Corpus Christi. Saber qual dia cai o feriado é importante não só para organização pessoal mas também para criar rotinas automatizadas para sistemas e afins.

Continue lendo…

Escrevendo em Japonês com o Emacs


De uns três ou quatros anos para cá, iniciei minhas aventuras no universo do “entretenimento” assistindo animes e jogando mais games (além de ouvir mais música também). Logo após iniciar. depaire-me com uma questão incômoda: chegará o dia em que não terei o que assistir nem o que jogar porque já terei consumido quase todo o conteúdo (infelizmente eu seleciono muito…) já legendado/traduzido para inglês/português, logo, minha única solução seria começar a aprender japonês. Tenho até o caso do jogo Samuray Showdown RPG que desconfio não ter sido capaz de “fechar” justamente por saber nada de Kanji! Este exemplo é um dos que estão incomodando-me a alguns anos e, recentemente, resolvi baixar do YouTube e estudar a fundo o curso básico de japonês da Sonia Ninomiya-Sensei.

Continue lendo…

Configurando Org-Procotocol com ELinks


O org-protocol é um módulo para o Emacs desenvolvido para interceptar chamadas ao emacsclient e disparar ações pré-definidas. É muito usado em conjunto ao org-capture para obter bookmarks e/ou notas personalizados de web browsers, como o Firefox por exemplo, e assim permitir que outras ferramentas sejam suavemente integráveis ao workflow do Emacs.

Continue lendo…